Capítulo 198 - Extremo

Capítulo obra-prima de Shiori Teshirogi que nestes vinte páginas, com seis de tela inicial, provavelmente produz momentos qualitativamente mais elevadas de toda a saintseiyana épica. A abertura é confiada a Aaron que nos apresenta a eterna disputa entre o homem e Deus, entre o finito eo infinito. No confronto entre Regulus e Rhadamanthys, de seu laboratório, ele vê o desafio recorrência romântica do homem com o divino, como era a Torre de Babel, como substituto para a Ciência da fé.

Aperfeiçoar os dois contendores para este apelo histórico: a Wyvern é como um deus pelo sangue de Hades; Leo é o gênio humano que se esforça para superar seus limites.

Dado o fracasso de seus ataques anteriores, Regulus está pronto para usar o que ele chama de técnica extrema, o "Athena Exclamation, mesmo que sozinho. Improvisando uma pose para completar a Trina Técnica, consegue jogar o tiro contra Rhadamanthys, mas eles não são capazes de defendê-lo e, apesar de reconhecer os méritos do adversário, diz que não é o suficiente para o poder de um deus e lhe dá prova com um terrível ataque. Regulus começar a acreditar que é impossível para um homem a desafiar um deus, frustrou-se impotente em face a quem prometeram matar por tantos anos. Mas ainda não quero desistir, está convencido de que ele pode empurrar seus limites para além do que já foi feito e invoca todo o zodíaco para ajudá-lo.

(Mais ...)